Já é um utilizador registado?
Recuperar
password
Se ainda não o é
Cesto de compras
        O Cesto está vazio
Pesquisar
Início
Quem somos
Contactos
Ajuda
Links
Catálogo
à mão de semear
Clepsidra
Ficção
Juvenil
outro olhar
Percursos
psi
Saúde e Bem-Estar
extra colecção
Autores
Bruce H. Lipton

Bruce H. Lipton, biólogo celular e conferencista, é reconhecido internacionalmente como um dos pioneiros na ligação entre ciência e espiritualidade. Recebeu o prestigiado Prémio Goi da Paz (Japão) em 2009, que distingue a sua contribuição científica para a harmonia mundial.
Catálogo

Título: Palavras Que Curam
Título original: Healing Words
Autoria: Larry Dossey
Colecção: outro olhar
Dimensões: 14 x 21 cm
Nº de páginas: 375
ISBN: 978-972-8541-18-7
Preço: 7,5 €
Preço online: 5 €


Sinopse

Com o tempo, decidi que não utilizar a oração nos meus pacientes era equivalente a ocultar deliberadamente um medicamento potente ou um procedimento cirúrgico. Sentia que devia ser fiel às tradições da medicina científica, o que significa proceder através da informação científica e não contorná-la, independentemente do constrangimento que possa causar e do choque que possa provocar nas convicções preferidas de cada um. Não podia simplesmente ignorar a evidência da eficácia da oração sem me sentir um traidor da tradição científica. Assim, depois de pesar estes factores durante largos meses, cheguei à conclusão de que rezaria pelos meus doentes.


Mas como? Sentia que não podia rezar como tinha aprendido em criança. As velhas imagens da oração com que tinha crescido - implorando junto duma figura masculina, de raça branca, idosa, de barba e de túnica, que preferia o inglês - eram claramente insatisfatórias. Em criança, fazia listas intermináveis de toda a gente carente de que conseguia lembrar-me, que recitava obsessivamente e sem alegria ao Todo-Poderoso quase todos os dias.

Tinha tido o maior cuidado em especificar todos os resultados desejados, pois fora-me ensinado que era assim que se rezava. Mas isso já não me parecia bem, portanto inventei um ritual de oração que parecia conjugar-se com as minhas inclinações e convicções do momento. Ia para o consultório mais cedo todas as manhãs, queimava incenso com determinado cerimonial e entrava num estado de espírito de oração e meditação. À medida que o incenso ia enchendo a sala, invocava o Absoluto, pedindo apenas que fosse "feita a Sua vontade" nas vidas dos pacientes que ia ver na visita matinal do hospital, bem como nas dos que veria nesse dia no consultório. Por razões que analisarei mais adiante, nunca rezei por resultados específicos - para que fossem eliminados cancros, curados ataques cardíacos ou desaparecessem diabetes. - "Que prevaleça o melhor resultado possível" era a minha estratégia preferida, sem especificar o que significava o "melhor".

Links relacionados

Dr. Larry Dossey's Official Website

Notas biográficas
  • Larry Dossey
  • Política de Privacidade e Segurança | Contactos | Ajuda copyright © 2006-2019 Sinais de fogo made by: BuzzID