Já é um utilizador registado?
Recuperar
password
Se ainda não o é
Cesto de compras
        O Cesto está vazio
Pesquisar
Início
Quem somos
Contactos
Ajuda
Links
Catálogo
à mão de semear
Clepsidra
Ficção
Juvenil
outro olhar
Percursos
psi
Saúde e Bem-Estar
extra colecção
Autores
Bruce H. Lipton

Bruce H. Lipton, biólogo celular e conferencista, é reconhecido internacionalmente como um dos pioneiros na ligação entre ciência e espiritualidade. Recebeu o prestigiado Prémio Goi da Paz (Japão) em 2009, que distingue a sua contribuição científica para a harmonia mundial.
Catálogo

Título: A Psicologia do Dinheiro
Título original: The Psychology of Money
Autoria: Adrian Furnham e Michael Argyle
Colecção: outro olhar
Dimensões: 14 x 21 cm
Nº de páginas: 557
ISBN: 978-972-8541-11-8
Preço: 15,15 €
Preço online: 5 €


Sinopse

Por que razão é que os psicólogos têm tido tendência para subestimar o tema do dinheiro? Existe uma extensa literatura de cariz antropológico sobre a natureza, o significado e a função dos presentes. Existe também uma vasta e interessante literatura de cariz sociológico sobre o comportamento dos ricos e dos pobres e sobre as consequências sociais que podem advir de um fosso demasiado acentuado entre os dois. Os sociólogos têm revelado interesse pela forma como as diferentes classes sociais gastam e poupam dinheiro e pelas consequências da percepção de privação relativa quando se comparam umas com as outras.

É verdade, conforme veremos, que nem todos os psicólogos ignoraram o tópico do dinheiro. Freud chamou a nossa atenção para os inúmeros símbolos inconscientes que o dinheiro encerra, os quais poderão fornecer uma explicação para os comportamentos monetários invulgarmente irracionais em questões de dinheiro. Os psicólogos do comportamento {behavioristas} têm procurado mostrar a forma como surgem e se mantêm comportamentos monetários. Os psicólogos cognitivos mostraram a forma como a atenção, a memória e o processamento da informação conduzem a erros sistemáticos ao lidar com dinheiro. Alguns psicólogos clínicos têm manifestado interesse por certos comportamentos mais patológicos associados ao dinheiro, como sejam os dos economizadores, esbanjadores e jogadores compulsivos. Mais recentemente, os psicólogos económicos têm-se interessado seriamente por vários aspectos ligados à maneira como as pessoas usam o dinheiro, que vão desde as razões que as levam a poupar até às estratégias que utilizam para fugirem ao fisco ou se esquivarem dele. Os psicólogos do desenvolvimento têm-se preocupado em saber quando e como as crianças se integram no mundo económico e em como adquirem uma compreensão do dinheiro.

Notas biográficas
  • Adrian Furnham
  • Michael Argyle
  • Política de Privacidade e Segurança | Contactos | Ajuda copyright © 2006-2019 Sinais de fogo made by: BuzzID